O desafio de olhar sua empresa como ela é (ou está)!
dezembro 10, 2015
Trabalhe apenas pelo que você acredita
Janeiro 11, 2016

Autoconhecimento para o sucesso profissional

Você já se perguntou qual a principal diferença entre você e aquele profissional de sucesso que tanto admira? Será que ele é mais capaz ou mais habilidoso que você? Ou será que por algum motivo, uma força divina o julgou mais merecedor?

Sempre me questionei muito sobre isso, afinal ele tem dois braços e duas pernas como eu! E muitas vezes ouvi pessoas tentarem amenizar suas falhas nessa jornada através de justificativas como: o sucesso de algumas pessoas se deu pela condição de vida em que nasceu; por sorte do destino; ou simplesmente porque aquela pessoa sacrificou muitas coisas importantes, como família e lazer, em razão de conquistas profissionais, vivendo infeliz por isso. Mas acredito que algumas pessoas podem até ter chego a um patamar profissional por algum desses motivos, mas com certeza elas não se mantiveram nessas condições pelo mesmo motivo que as impulsionou.

Podemos pensar que a justificativa para o sucesso de alguns é o fato de ter acesso a conteúdos e conhecimentos que outros não têm. Mas cada vez mais a vida me faz crer que não são esses os verdadeiros motivos. O acesso à informação não pode mais ser compreendido como um dos motivos que leva um profissional a sucesso, e outros não. Isso porque o contato com conteúdos relativos a qualquer assunto é praticamente viável a qualquer pessoa. Basta uma rede Wi-fi e uma ferramenta que te permita navegar na internet para acessar diversos conteúdos sobre o tema que quiser. Sendo assim qualquer pessoa pode adquirir diversos conhecimentos sobre um determinado assunto.

Acredito que a principal questão é: por que diante de tanto conteúdo, tantas informações e tantas “dicas” sobre como ser um profissional bem sucedido, não conseguimos atingir o tão sonhado sucesso daquele cara que admiramos?

A vida tem me ensinado que a resposta pra isso está dentro de cada um de nós. E quando digo isso, estou falando de autoconhecimento. Algo que parece tão óbvio, e tão simples de se conseguir, mas que dá um trabalho enorme. Até porque, se conhecer significa acessar vários conteúdos passados, que você achou que estavam esquecidos, guardados, e às vezes até mesmo superados, mas que quando os acessa de novo, toma um susto e descobre o que eles explicam muito das suas escolhas e decisões do presente. Se conhecer significa reconhecer defeitos, identificar barreiras e resistências, e aprender a lidar com elas sem autojulgamento, e sem pré-conceitos. Significa olhar para aquele defeito do outro, que você tanto critica, e ver que não existe tanta diferença entre você e ele.

Acredito que somente o processo de autoconhecimento nos fará reconhecer o que realmente nos move, e porque tomamos as decisões que tomamos até hoje. Acredito que somente assim saberemos avaliar de maneira mais justa e correta, o que realmente é o melhor para nós mesmos. Acredito que só através do autoconhecimento conseguiremos identificar o que nos move nesse mundo, e a partir daí, ir atrás daquilo que realmente faz sentido, do que realmente nos torna completos.

A hora que você descobrir o que realmente te faz feliz, e perceber que através disso a vida passará a ter sentido, sempre daremos um jeito das coisas darem certo. Sempre daremos um jeito de ter sucesso, independente do que aconteça nessa jornada.

Afinal, como já dizia Jung: “Até você se tornar consciente, o inconsciente irá dirigir sua vida e você vai chamá-lo de destino”.

 

Amin Asrieh é psicólogo formado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Tem experiência em consultoria de gestão de pessoas e treinamentos. Atualmente é Executivo de Negócios da Coppini Estratégias Humanas.