7 Atitudes Capazes de Mudar sua Vida
Abril 7, 2016
O Desafio de Manter sua Equipe Motivada Diante da Crise
Maio 5, 2016

O mercado de trabalho e o choque das gerações

 

O choque entre as gerações baby Boomers, X, Y e agora a Z sempre foi um desafio para o mercado de trabalho. 

 

Muitas vezes passamos um tempo de nossas vidas focados em ver o lado bom de algo ruim. O famoso “fazer do limão a limonada.” Perfeito, e acho mesmo que devemos exercitar esse hábito.

MAS, NÃO ANTES DE SE PERGUNTAR: ISSO É MESMO UM LIMÃO?  Quando rapidamente  rotulamos algo como ruim, de certa forma isso já nos exige um esforço extra rumo a “limonada.” A convivência entre as gerações será mesmo um limão dentro das empresas? Talvez não seja.

Para começar acho que deveríamos repensar o uso do termo “choque”.

Vamos voltar um pouco no tempo e refletir sobre a evolução das pessoas e profissionais  ao longo das últimas décadas.

Quando nos referíamos a um departamento de RH, logo já entendíamos Recursos Humanos, pessoas que gerenciavam outras profissionais em suas funções. Cuidavam de seus vencimentos, contratações e demissões.

Hoje as funções do Gestor de Pessoas ultrapassa e muito tais atribuições. O bom gestor enxerga a pluralidade de sua equipe, maneja suas competências, extrai o seu melhor e eleva o processo de evolução da mesma.

O maquinário, a tecnologia, os processos, e tudo mais que compõe o dia a dia de uma instituição, de nada valeriam se não fosse o que há dentro da mente de cada uma das pessoas que compõe essa empresa. A junção de seus pensamentos e condutas formam  um terceiro indivíduo.

Podemos a partir de agora olhar esse encontro de gerações como algo que possa agregar, valorizar e tornar completo um quadro de pessoas com  atitudes e olhares tão distintos de um mesmo ponto.  Obviamente, devemos atentar-nos para a tendência de classificarmos pessoas pela idade que tem.

As pessoas possuem idades e não a idade que as possui, somos frutos das influências do ambiente e do momento histórico em que nascemos sim, mas sobre tudo somos frutos de nos mesmo, de nossa educação e nossa  escolarização, nossos valores e nossas experiências.

Temos algumas classificações :

GERAÇÃO FATOS HISTÓRICOS DE INFLUÊNCIA CARACTERISTICAS
Baby Boomers

1946 a 1964

Final da 2ª Guerra Mundial Desejo de reconstrução / estabilidade/ segurança.
Geração X

1965 a 1978

Movimento Hippie e

Liberdade sexual

Desejo de Paz de liberdade/

Independentes e empreendedores

Geração Y

1979  a 1992

Revolução tecnológica Globalização e multicultura/ satisfação do desejo de consumir.
Geração Z

1993…

Digital Não entendem como existiu um mundo sem internet/ o mundo esta pequeno e acessível
  • Essas datas possuem alguma variação de acordo com cada autor.

 

Assim como alguns fatos que marcaram a vida destas gerações a sua forma de enxergar e de atribuir valor as coisas também foi influenciado. Baseado neste parâmetros  as pessoas constroem seus vínculos com as instituições e atividades que realizam.

A geração Y possui forte desejo de seu percebido, de ser notado e compreendido. Possui muitas vezes o desafio de gerenciar pessoas de gerações anteriores. Os Baby Boomers por sua vez não gostam de ser gerenciados e preferem  trabalhos mais isolados do que em  equipe.

Assim como a informalidade da geração Y pode incomodar profundamente profissionais da geração anterior, elas podem ser complementares quanto a questões relativas a ideais criativas para solução de problemas ou mesmo na facilidade com a tecnologia.

Os Jovens que hoje ingressam no mercado, chegam nas empresas com muito a oferecer, só que de uma forma que nem sempre é percebida. Sua impaciência e urgência para as atividades pode parecer relaxo e pouco caso. Mas muitas vezes são jovens que embora não tenham parâmetros muito bem definidos quanto a hierarquia, possuem múltiplas facetas prontas para serem exploradas em outros âmbitos.

Com o crescimentos das cidades, a diminuição do tempo dos pais no ambiente familiar, a maior demanda dos estudos e mesmo os aprimoramentos tecnológicos, a reação destes jovens com seus familiares se distanciou muito.  Houveram   grandes avanços nos quesitos independência e mesmo escolarização, mas também uma perda significativa quando falamos em limites, noções de espaço e direitos.

Tudo é uma questão de olhar! O exercício da tolerância e da necessidade de enxergar além do que vê. Essas gerações trabalharam juntas, isso é fato! Podemos ou não tornar essa relação abundante e prospera dependendo de nossas atitudes.

É necessário desejar uma convivência que promova o aprendizado. Ele é necessário, possível, extremamente enriquecedor e saudável.

Será mesmo um limão? Se você continua com esta opinião, ok! #partiulimonada.

Jheruza Duailibi, coach, também responsável pelo marketing da COPPINI,  é formada em publicidade e propaganda pela Universidade Católica  Dom Bosco. Estudou marketing em Madrid – Espanha, no Instituto Europeu de Ensino Superior, com pós- graduação em comércio exterior e formação em coach pelo IBC.