Conteúdo Divertido: O Bicho tá Solto!
Maio 25, 2016
Sua equipe comercial vai bem? Acompanhe estas métricas para descobrir
junho 16, 2016

O que você deveria saber sobre Gestão de Pessoas

Investir na gestão de pessoas é fundamental para a saúde de toda empresa.

 

Toda empresa, para funcionar adequadamente e ter um retorno desejável, precisa de uma determinada estrutura, energia, internet, estoque, controle, etc. Mas mais importante do que qualquer investimento nesses campos, é o investimento nas PESSOAS que executam as funções dentro desta empresa. Elas são o principal recurso e que vão trazer melhores resultados e gerar maior retorno de todo investimento feito. Porém, isto só vai acontecer se elas estiverem sendo bem administradas e geridas. Esta é a primeira e fundamental lição sobre gestão de pessoas.

Valorizando o seu recurso HUMANO, é necessário que você conheça muito bem as pessoas que trabalham com você. É importante saber das qualidades, dos pontos fortes e também das dificuldades dos funcionários que você tem na sua equipe para ajudar no crescimento dele. E isto, não apenas na parte funcional, mas de certa forma na área pessoal também, para que haja uma compreensão total do indivíduo.

No quadro de funcionários existem algumas pessoas chaves que merecem mais dedicação e reconhecimento, que são os líderes. Sejam eles Gerentes ou Supervisores, são os responsáveis pelo desempenho e resultados trazidos pela equipe. Dessa forma, necessitam de ferramentas que irão facilitar a promoção do desempenho de suas equipes. Eles precisam saber como lidar com as emoções, aprender a acompanhar os funcionários, saber como avaliar, ter controle e dar feedback. Além dessas responsabilidades, eles são os mediadores entre Diretoria e Operação, ou seja, estão ali para exigir o que precisa ser realizado, como deve ser realizado e também defender, de certa forma, as necessidades da operação.

Todo bom colaborador já pode ser escolhido antes mesmo da contratação. Saber exatamente quem é a pessoa que você precisa contratar para cada função pode evitar qualquer problema futuro e mais, pode determinar a qualidade dos resultados esperados. É preciso que você defina muito bem os critérios para esta contratação, de forma que se reduza a probabilidade de contratar alguém que vai necessitar mais acompanhamento, treinamento ou terá dificuldades de lidar com as regras e cultura da empresa.

Existem duas satisfações que é necessário medir e acompanhar, não só para constatação, mas para a tomada de decisões. A primeira satisfação é a dos colaboradores e que está diretamente relacionada com o desempenho individual, se tem um colaborador com baixo desempenho, há grandes chances de ele estar insatisfeito. Esta satisfação é influenciada por diversos fatores, como posicionamento da liderança, organização dos processos, salário, etc. A segunda satisfação é a do cliente e que está diretamente ligada com a primeira. Um funcionário satisfeito e motivado com certeza irá realizar seu serviço com qualidade. A satisfação do cliente norteia o que pode ser melhorado ou mudado no atendimento ou entrega de produto – um cliente que opina, mesmo que fazendo crítica, é melhor do que aquele que não fala e você nunca mais o vê.

Então, lembre-se:

  1. Pessoas são seu principal recurso e precisam ser valorizadas como tal;
  2. Conheça seus colaboradores;
  3. Capacite e apoie seus líderes;
  4. Invista na contratação;
  5. Meça as satisfações;

Haniela Simczak é psicóloga graduada pela Uniderp. Também é coach, e atua há 4 anos como Consultora de Gestão de Pessoas na COPPINI Estratégias Humanas.