Qual a dieta da sua mente?
setembro 16, 2014
Sem amigos no trabalho… Fica difícil!
outubro 1, 2014

Por que se ter uma estratégia?

É impressionante o quanto o conceito de estratégia está embutido em todos os ambientes. Afinal, para se atingir um objetivo, é preciso estratégia. Por isso está presente no esporte, na política, na guerra e também no mundo dos negócios. É sobre sua aplicação no mundo dos negócios que falaremos neste artigo.

Por mais disfarçada que esteja em determinados momentos, a estratégia está sempre presente. Enquanto que o planejamento está relacionado ao “passo-a-passo” da conquista, a estratégia está relacionada aos métodos a serem utilizados para seguir esse planejamento. Enquanto que algumas empresas estabelecem estratégias mais agressivas, que buscam um resultado em um tempo mais curto, outras vão se utilizar de estratégias mais passivas e que buscam o resultado de maneira mais longa. Qual a melhor?

Depende de qual o objetivo final, e qual a situação em que a empresa se encontra. Qualquer que seja o objetivo da empresa, desde fechar uma turma para um curso em um prazo de um mês, até atingir um faturamento maior ao final de um ano, a estratégia estará presente. O prazo determinado para atingi-lo é fundamental para sua elaboração, pois um curto prazo de tempo exige uma estratégia mais agressiva. Mas é fato que quanto mais agressiva, maiores os riscos corridos. E isso também deve ser considerado. A situação financeira em que a empresa se encontra, a situação do mercado, e o fluxo de vendas devem ser fatores considerados para sua elaboração. Pois através dessas variáveis é que se calculam os riscos na elaboração.

O conhecimento de todas as variáveis que envolvem o atingimento do objetivo final, como objeções e fatores que contribuem, auxiliam na elaboração da melhor estratégia. Para os mais experientes, o conhecimento das principais variáveis acabam sendo considerados ao longo das situações vivenciadas. Enquanto que para os que possuem menos experiências, a busca por conhecimentos profundos e diversificados é o melhor caminho. Nesse caso, as consultorias são de grande valia, pois um conjunto de profissionais experientes em suas respectivas áreas nos fazem considerar algumas variáveis que nos passariam despercebidas.

Mas é fundamental que tenhamos em mente que uma estratégia não precisa ser imutável. É preciso que se avalie constantemente o andamento da estratégia, que se avalie os fatores que contribuem para a estratégia, assim como os que tem servido como

Os fatores citados mostram a importância em se ter uma estratégia, independente de qual seja o objetivo final. Mas também a importância da flexibilidade no momento de coloca-la em prática. É importante ressaltar que assim como a estratégia, o conhecimento, o planejamento, a motivação, a disciplina e outros tantos fatores são fundamentais para se atingir os objetivos finais. Afinal, a maioria das estratégias falham porque não são bem porque não são bem executadas, ou seja, não basta existir estratégia se as grandes idéias não forem traduzidas em passos concretos de ação.

Amin Asrieh é psicólogo formado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Tem experiência em consultoria de gestão de pessoas e atualmente é Executivo de Negócios da Coppini Estratégias Empresariais, atuando como instrutor em treinamentos técnicos e comportamentais, e como auxiliar em treinamentos comportamentais de alto impacto.